Passageiros do Tempo – O Arrogante – Galileu dos Sons

Ele estava sem nenhum amigo.

Não sofria dores e não carregava passagens para nenhum lugar.

Ele foi um ser humano, imaginando saber abrir e fechar o Portal Astral das Comunicações. Ele chegou no Astral achando que “era” o dono daquele mundo.

No além, um SER observador viu que aquele espírito que mal chegou, carregava a energia de ter sido muito arrogante na Terra. Onde ele ia as portas se fechavam.

Um ex-funcionário, quando reconheceu o seu ex-chefe vivente na Terra, sempre humilde e já morando há algum tempo no além, ao ver as portas se fechando para o antigo chefe, levantou-se para abrir a porta para ele, servindo-o como sempre fez quando estavam na Terra. Disse-lhe: